António Guterres na ONU

Tomada de Posse a 12.12.2016

Data memorável

António Guterres tomou posse na Organização das Nações Unidas (ONU) e assume funções a 1 de janeiro de 2017. Toma posse e, também, assume um dos maiores desafios alguma vez vividos pelas Nações Unidas (http://images-cdn.impresa.pt/sicnot/2016-12-12-juramento.JPG/3×2/mw-320)

Fonte SicNotícias

Desafios que enfileiram problemas ímpares onde será colocada a toda a prova a capacidade diplomática do novo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres. Alguns dos enormes desafios são, nomeadamente, a guerra e o terrorismo onde se confundem sem fronteiras, as forças que as manipulam, guerras e terrorismo, são múltiplas e as movimentações humanas/pessoas atingem proporções sem precedentes, a História comprova-o.

Os desafios que se colocam ao novo secretário-geral da ONU não são simples nem fáceis, ao contrário são deveras complexos, agravados e intrincados, basta pensar em concreto nas migrações e a crise dos refugiados, a guerra na Síria, as guerras não resolvidas, como os russos lhe chamam “conflitos gelados”, e, não menos importante, a reforma da própria ONU. É necessário recuperar e inovar a missão e reputação internacional da ONU que tem um quadro de linhas esboçadas, mas ainda não pintadas, e tem de criar um papel de “marca e identidade” num mundo revolto, bélico e perigoso onde a ganância e a corrupção têm sido líderes no palco social e político internacional.

E, se juntarmos a estes “ingredientes explosivos” o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, o novo secretário-geral das Nações Unidas tem de ter uma diplomacia diligente mas cautelosa, porque o Sr. Trump tem uma política e visão antagónicas quanto, por exemplo, aos refugiados e é reconhecidamente um nacionalista, defende muros entre os países, nem que sejam meramente virtuais, é mestre em criar ambientes tensos e crispados em matéria de minorias.

E mais do que nunca, a diplomacia de António Guterres vai ser posta a toda a prova … Ao secretário-geral das Nações Unidas o Editoral e, por certo, todos os portugueses desejam os maiores sucessos para o caminho que vier a traçar para a ONU e para o mundo.

Publicado por

editorial

Helena Navalho é jurista. Licenciou-se em História pela Faculdade de Letras e em Direito pela Faculdade de Direito (Universidades de Lisboa) e vem falar da ferramenta jurídica que está presente no quotidiano do cidadão comum.

Um comentário em “António Guterres na ONU”

  1. Parabéns ao novo Secretário – Geral das Nações Unidas, António Guterres.
    Não vai ser fácil neste período conturbado,mas desejo-lhe que alcance tudo o que ele deseje para o cargo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *